Wednesday 13th of December 2017

logo

Home Artigos Trabalho REDES SOCIAIS GARIMPAM TALENTOS
REDES SOCIAIS GARIMPAM TALENTOS PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
Ter, 24 de Novembro de 2009 17:52


Sites de relacionamento como Orkut, Facebook e Twitter ganharam uma nova função: a de servirem como ferramentas de pré-seleção para a contratação de profissionais. Muito utilizado nos Estados Unidos e em países da Europa, o sistema populariza-se junto a empresas e consultorias de recursos humanos no Brasil, que analisam ali o perfil dos possíveis candidatos a uma vaga. Embora o processo não elimine entrevistas e análises de currículos, fica mais fácil avaliar se o candidato possui o perfil para o emprego.


Por isso, é importante ter o máximo de cuidado ao colocar mensagens e fotos nas páginas de relacionamento. Afinal, através delas as empresas podem ter uma ideia do comportamento do postulante ao cargo. Segundo Adriana Néglia, consultora de carreira da Career Center, existem regras que podem contribuir em uma pré-seleção.

– Seja no Orkut, Linkedin ou Facebook, é fundamental que a pessoa tenha o mesmo tipo de comportamento que teria em uma entrevista. Fotos onde apareça bebendo, comentários preconceituosos ou erros de português podem contribuir de maneira negativa durante o processo de avaliação – explica.

Uma pesquisa realizada em empresas instaladas no Brasil mostrou que 72% delas planejam investir mais no recrutamento por meio destas redes. Outro dado é que 68% das companhias já utilizam as redes para selecionar os candidatos. O levantamento revelou ainda que o Linkedin e o Facebook são os mais consultados pelas organizações. Por conta disso, as consultorias têm investido em pessoas especializadas em buscar novos talentos, são os headhunters .

 

– Eles acessam as redes e avaliam os conteúdos postados, se são adequados à cultura e ambientação da organização, antes mesmo de uma entrevista pessoal. O excesso de exposição, por exemplo, pode ser prejudicial ao candidato. Por outro lado, temos vários exemplos de pessoas que foram contratadas pela qualidade de artigos que postava no Linkedin e em fóruns de discussão. – conta Adriana Néglia.


Apesar destas ferramentas virem ganhando mais espaço junto às empresas, manter bons relacionamentos, trocar informações e conhecer pessoas ajudam muito na hora de obter um emprego. Afinal, a indicação continua sendo o melhor caminho para se conseguir a vaga.



Currículo sempre atualizado

Segundo a consultora em carreiras, quem se propõe a buscar um cargo pelas redes sociais deve seguir algumas regras básicas, que podem ajudá-lo a chegar em uma entrevista pessoal. Vale detalhar o currículo, como o domínio de um ou mais idiomas, além dos cursos de qualificação.

– É importante dar o máximo possível de informações no currículo, inclusive com depoimentos de ex-companheiros de empresa, depoimentos de chefes e subalternos, o que aumenta a credibilidade. Se a pessoa domina um idioma, deve escrever as informações na língua estrangeira. Muitas empresas buscam seus profissionais em outros países. Manter o currículo atualizado e participar de projetos sociais também pesam na hora da escolha. É importante saber se utilizar as redes sociais a seu favor – conclui.

Fonte: Jornal do Brasil, Caderno Carreiras, 22/11/2009

Última atualização em Qua, 28 de Abril de 2010 11:55
 

Fornecido por Joomla!. Designed by: Free Joomla 1.5 Theme, ecommerce hosting. Valid XHTML and CSS.