Wednesday 13th of December 2017

logo

Home Filmes na Visão da Profa FILME JULIE & JULIA - motivação e busca por realização pessoal
FILME JULIE & JULIA - motivação e busca por realização pessoal PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
Sáb, 24 de Abril de 2010 14:07

O filme Julie & Julia nos conta, ao mesmo tempo, duas histórias de duas mulheres diferentes, que viveram em tempos distintos. Uma delas, Julia Child (Meryl Streep), ao mudar-se para a França e tornar-se uma fã da culinária francesa, tornou-se famosa após adaptar as receitas para as americanas. A idéia era ajudar pessoas que, não tendo empregadas, tivessem necessidade de cozinhar para suas famílias.

Mas nem tudo foi tão simples nem rápido assim. Ao se casar, não sabia quase fazer nada na cozinha. Resolveu, então, aprender a cozinhar para ocupar o tempo de forma produtiva, pois precisou ir morar em Paris por causa de uma transferência do marido e precisou abrir mão de seu trabalho. Julia procurava mais que um passatempo. Por isso, entrou em um curso profissionalizante (numa turma composta somente por homens, seu primeiro desafio) e acabou formando-se no Le Cordon Bleu.

Ao mesmo tempo, o filme conta a história de Julie Powell. Assim como Julia, é uma mulher sem empregada, só que nos tempos “modernos” do ano 2000. Morando no Queens (EUA) com seu marido, vive frustrada com o trabalho e carrega a frustração de ter sonhado ser escritora, mas não ter obtido sucesso . Ela, assim como Julia, também ama cozinhar. Mas o filme conta como essas mulheres mudaram suas vidas - de pessoas comuns a mulheres famosas e realizadas.

 

 

Para fugir da rotina, Julie aceita a sugestão do marido de criar um blog. Na verdade, o blog servirá muito mais do que uma fuga do cotidiano – vira um projeto na vida de Julie e começa a mudar sua vida. Como ela admira Julia Child e adora cozinhar, resolve testar as receitas da Julia Child e fazer todas as receitas do livro no período de um ano. Mas decide fazer isso não de maneira relaxada ou por hobbie – estipula um prazo de 365 dias para elaborar todas as receitas (total de 514!)

Para seu projeto, fica bastante claro o apoio incondicional que recebeu do marido, um homem apaixonado por ela, mas que, acima de tudo, acreditava em seu talento e percebia sua dedicação. Esse apoio é outra coisa que o filme deseja chamar nossa atenção, pois Julie parte para seu novo projeto de vida por causa da sugestão de seu marido, assim como aconteceu com Julia no passado. Interessante, pois em meio a tantos filmes e novelas “pregando” o fim do casamento e a impossibilidade de ser feliz nele, esse filme afirma: Sim, é possível ser feliz casado!

O filme chama atenção também para a passagem do tempo: Julia cozinhava em uma cozinha equipada e apropriada, mas sem as facilidades tecnológicas de hoje. Enquanto isso, Julie, que cozinhava em uma cozinha pequena e sem conforto nenhum, tinha disponíveis diferentes eletrodomésticos, mas preferia fazer tudo “à moda de Julia”. Percebemos um paralelo entre as diferentes mídias que o avanço da tecnologia nos proporcionou - Julia escreveu um livro de receitas enquanto que a base dos escritos de Julie foi puramente a internet – seu blog.

Julie impõe a si mesma o cumprimento de prazos e metas, o que começa a fazer toda a diferença não só ao longo do filme, mas ao longo de todo o projeto. Além disso, percebemos um elevado nível de auto-motivação na criação desse blog, coisa que Julie simplesmente não conseguia cultivar no trabalho - por estar na função errada. Sabemos que a relação que se tem com o trabalho e as atividades desenvolvidas são os principais responsáveis por construir essa motivação. Diante disso, por que não desenvolvermos projetos que permitam crescimento pessoal? Os benefícios podem ser revigorantes!

Tanto o livro de Julia Child como o blog de Julie Powell transforma essas mulheres comuns em pessoas famosas. Ambas começaram a cozinhar sem maiores pretensões, mas souberam transformar um hobbie em uma fonte de renda. Porém, mais que uma fonte de renda, cozinhar e escrever, para essas duas mulheres, virou um projeto de vida!

Detalhe é que Julie consegue dar conta de seu projeto mesmo sem os devidos recursos como investimento externo, cozinha industrial, menos tempo de trabalho ou apoio dos familiares. Com exceção de seu marido, Julie só recebe críticas - da mãe, do chefe e ainda tinha que lidar com as dificuldades de espaço em sua cozinha doméstica. Mas não ficou colocando empecilhos e justificando possíveis fracassos - corria atrás do prejuízo quando algo dava errado e não desistia de seu projeto, que acabou possibilitando a realização de seu grande sonho. Transformou-se de uma mulher de 30 querendo realizar algo grandioso em alguém que enfrentou seus medos e pôde construir algo para se orgulhar.

 

Última atualização em Qua, 28 de Abril de 2010 11:21
 

Fornecido por Joomla!. Designed by: Free Joomla 1.5 Theme, ecommerce hosting. Valid XHTML and CSS.